blog >>> Investimentos

Tesouro IPCA+: significado, tipos e quando investir

por Redação Xpeed 14/07/2021

Se você está procurando um investimento que te ajude mesmo nos cenários mais adversos, saiba que o Tesouro IPCA+ pode ser um deles.

“Por quê?”

É justamente isso que vamos explicar sobre esse título e outros fatores que o envolvem.

Então, vamos começar…

 

O que são os títulos do Tesouro Direto

Para que entenda o que é Tesouro IPCA+, primeiro precisamos passar pelos títulos do Tesouro Nacional.

Bom, tais títulos tratam-se de investimentos de renda fixa e públicos, portanto, financiam iniciativas e programas do governo.

A partir da criação da plataforma do Tesouro Direto, pessoas físicas passaram a ter fácil acesso a esse investimento.

A propósito, se você quer descobrir mais sobre o Tesouro Direto, a Xpeed já tem um post no blog sobre isso.

Dentro desse programa, há 3 tipos que variam conforme a modalidade de remuneração:

  • Tesouro Prefixado: taxa prefixada definida no momento da operação;
  • Tesouro Selic: pós-fixado e indexado à taxa Selic;
  • Tesouro IPCA+: indexado ao IPCA mais uma taxa fixa.

 

O que é Tesouro IPCA+

Agora que você tem uma ideia de onde o esse investimento está inserido, chegou o momento de finalmente conhecê-lo.

O Tesouro IPCA+ acompanha a variação da inflação, o que ajuda a garantir proteção ao investidor contra as variações da inflação.

O objetivo desse investimento é captar dinheiro de investidores para o governo investir em áreas como infraestrutura, saúde e segurança.

Ao aplicar nesse ativo, você está emprestando dinheiro ao poder público, que, em troca, paga uma taxa de juros híbrida – uma combinação da inflação (IPCA) e de uma taxa prefixada.

Dessa forma, esse ativo pode ser utilizado em estratégias de médio e longo prazo, sendo, normalmente, um investimento seguro e conservador.

Até porque esse título é um dos mais adequados para manter o seu poder de compra no futuro.

Porém, para um investidor mais agressivo, também é possível vender o título antes do vencimento em busca de rentabilidades maiores.

 

Tipos de Tesouro IPCA+

 

Tesouro IPCA+ (NTN-B Principal)

Com o passar dos anos, os juros compostos desse investimento multiplicam o patrimônio de uma forma previsível, assim como em muitos outros de renda fixa.

Por isso, acaba sendo muito indicado para quem quer garantir uma boa aposentadoria, mantendo seu rendimento acima da inflação no decorrer dos anos.

De todo modo, os rendimentos são repassados ao investidor apenas na data do vencimento ou no resgate antecipado.

Além disso, é a melhor aplicação para você a médio prazo, esperando que a taxa Selic tenha tendência de baixa, para vender antes do vencimento.

Mas caso ela tenha tendência de permanecer igual ou subir, é recomendado investir no Tesouro Selic ou no Tesouro Prefixado.

 

Tesouro IPCA+ Juros Semestrais (NTN-B)

A diferença entre este e o anterior está no pagamento de juros antecipados, que é a cada seis meses.

Assim, em vez de receber toda a rentabilidade na data de vencimento, ela acaba sendo adiantada.

O que faz com que você não precise esperar até o prazo final para poder utilizar o rendimento da sua aplicação.

É uma boa escolha levando em consideração os longos prazos de vencimento, ou seja, sendo ótimo, por exemplo, para quem precisa de uma renda extra no decorrer dos anos.

Como ocorre a incidência do Imposto de Renda em cada cupom recebido, a rentabilidade tende a ser menor do que o Tesouro IPCA+ comum.

Aliás, a alíquota é regressiva como em todos os investimentos. No primeiro pagamento, ela será de 22,5% até chegar em 15%, acima de 720 dias de aplicação.

 

Quando investir

Por conta de oferecer uma taxa prefixada sobre a inflação, o Tesouro IPCA+ pode, justamente, ser utilizado para manter o poder de compra do seu dinheiro.

Outro fator interessante é que o título serve como uma alternativa mais segura do que a poupança, já que é emitido pelo governo, máxima instituição financeira do país.

Dessa forma, mesmo sem a garantia do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), dificilmente o governo faltará com o pagamento dos rendimentos.

De todo modo, se os juros e/ou inflação estão em momento de alta, provavelmente, esse será um bom momento para ficar mais de olho nesse tipo de investimento.

Se você deseja saber mais sobre esse Tesouro e/ou outros, entre no site do Tesouro Direto.

Botão Quero Aprender sobre Macroeconomia para Investidores

Redação Xpeed

>>> Newsletter

Informações, novidades e conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail.